Dores está entre municípios que mantêm gastos com funcionalismo dentro do permitido pelo TCES

por Prefeitura publicado 22/11/2016 16h35, última modificação 22/11/2016 17h11

Mesmo com a crise econômica, queda de arrecadação e despesas crescentes, Dores do Rio Preto está entre as poucas cidades que não estão desrespeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) no exercício de 2016.

Apenas 19 cidades, incluindo Dores do Rio Preto, não ultrapassaram o limite legal de despesas, fixado em 54%, da receita corrente líquida, como pagamento de servidores. De acordo com o levantamento feito no dia 1º de outubro pelo Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES). Caso a prefeitura extrapole este limite, ela fica impossibilitada de dar reajustes, abrir novos cargos, contratar servidores, entre outras ações, e o gestor pode responder por improbidade administrativa.

Manter uma gestão transparente e consciente se tornou um desafio aos gestores. Mas, com trabalho sério e honestidade, é possível manter as contas em dia e, principalmente, os salários dos servidores sem atrasos e fechar as contas no final do ano.