Outubro rosa

por Prefeitura Municipal de Dores do Rio Preto — publicado 06/10/2015 14h55, última modificação 22/10/2015 15h53

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Esta campanha acontece com mais intensidade no mês de outubro e tem como símbolo o laço cor de rosa.

Neste mês todas as mulheres entre 40 a 69 anos de idade são estimuladas a fazer o exame mamográfico. Se você não está nessa faixa etária, informe suas amigas, familiares e conhecidos para conscientizar essa prática simples e que salva milhares de vidas!

Câncer de Mama

O câncer de mama é o tumor mais comum entre as mulheres brasileiras. Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), quase 50 mil delas descobrirão que estão com a doença este ano. É ele também o que mais mata: os últimos dados oficiais disponíveis atestam mais de 11.860 mortes (2008) em todo o país. A maior parte dessas fatalidades poderia ser evitada. Com os tratamentos disponíveis, as chances de cura do câncer de mama ultrapassam 95% quando diagnosticado precocemente. No Brasil, porém, a descoberta acontece quase sempre em estágio avançado.
 
Sintomas do Câncer de Mama

Os sintomas palpáveis do câncer de mama, são o nódulo ou tumor no seio, acompanhado ou não de dor mamária. Podem surgir alterações na pele que recobre a mama, como abaulamentos, retrações ou um aspecto semelhante a casca de laranja. Podem também surgir nódulos palpáveis na axila. O câncer de mama não é exclusivo de mulheres, podendo mesmo sendo raro, se apresentar em homens. Calcula-se de 6 a 8 anos o período para que um nódulo atinja um centímetro de diâmetro. Esta lenta evolução possibilita a descoberta ainda cedo destas evoluções, se as mamas são periodicamente examinadas.

Diagnóstico da doença

As formas mais eficazes para detecção precoce do câncer de mama são: o exame clínico da mama e a mamografia. O exame clínico das mamas (ECM) quando realizado por um médico ou enfermeiro, pode detectar tumor de até um centímetro, se superficial. A sensibilidade do ECM varia de 57% a 83% em mulheres com idade entre 50 e 59 anos, e em torno de 71% nas que estão entre 40 e 49 anos. A especificidade varia de 88% a 96% em mulheres com idade entre 50 e 59 e entre 71% a 84% nas que estão entre 40 e 49 anos.

Recomendações para reduzir a mortalidade por câncer de mama

O Instituto Nacional do Câncer - INCA recomenda que:


1 - Toda mulher tenha amplo acesso à informação com base cientifica e de fácil compreensão sobre o câncer de mama;
2 - Toda mulher fique alerta para os primeiros sinais e sintomas de câncer de mama e procure avaliação médica;
3 - Toda mulher com nódulo palpável na mama e outras alterações suspeitas tenha direito a receber diagnóstico no prazo máximo de 60 dias;
4 - Toda mulher de 50 a 69 anos faça mamografia a cada dois anos;
5 - Todo serviço de mamografia participe de Programa de Qualidade em Mamografia. A qualificação, quando obtida, deve ser exibida em local visível às usuárias;
6 - Toda mulher saiba que o controle do peso e da ingestão de álcool, além da amamentação e da prática de atividades físicas, são formas de prevenir o câncer de mama;
7 - A terapia de reposição hormonal, quando indicada na pós-menopausa, seja feita sob rigoroso acompanhamento médico, pois aumenta o risco de câncer de mama.